quarta-feira, 26 de março de 2014

Não se vive solitário - Geverson Luz Godoy

Andar sem rumo e sozinho.
É loucura, é solidão. Mas ir por onde todos vão, não é ser alienado?
Viver de história e passado esquecendo o presente
O futuro do vivente vai ficando ameaçado.

Somos seres que fomos criados por um Deus que é amor,
E este Deus não quer a dor, rejeitou o sacrifício,
A criação acha difícil, viver sem o pecado,
Vivem em guerra e separados sem cumprir com seu ofício.

O maior pecado humano, classifico a ambição,
O preconceito e a exclusão tomaram conta da humanidade.
Falta espaço nas cidades para viver e trabalhar, e quando a fome chegar?
Então se começa a roubar, violando a honestidade.

Há um provérbio popular que reza: “Quem cala consente”,
O silencio não é inocente, é a maior manifestação:
É dizer sim a exclusão, agir de forma incoerente,
É fazer alguém carente, é vender a doação.

E a palavra de um irmão, é apoio é caridade,
É partilhar com a humanidade, sua história e seu viver,
E se um não tem o que comer o que custa dividir?
Faz o pobre até sorrir e com o sorriso agradecer.

Veja o peso da amizade, que existe entre as pessoas,
Seja má ou seja boa, ninguém vive só e solto.
E se viver então é louco... Não se vê como normal,
Até o bicho irracional vive em grupo com os outros.

Querer paz a humanidade, não é sonho ou utopia,
É querer ter harmonia, é partilhar o que tiver,
Seja com homem ou com mulher, com crianças, idosos, todo humano...

Caminharemos neste plano com todo aquele que quiser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário